24 de fev de 2012

Neymar passa por acupuntura após reclamar de 'apanhar' em campo


Neymar ser "caçado" em campo não é novidade. Na vitória sobre o Comercial por 2 a 0 na última quarta-feira, o camisa 11 saiu de campo reclamando da defesa adversária.

"Estou todo dolorido, o cara me pegou ali. Eu tive que sair de uma bola se não iam me quebrar, no carrinho", falou Neymar após a partida.

Para se recuperar das pancadas sofridas, o jogador passou por um procedimento chamado 'Dry Needling', derivado da acupuntura, onde são aplicadas agulhas no local dolorido para acelerar o processo de recuperação da musculatura.

O jogador postou nesta quinta-feira duas fotos na sua página no Twitter em que mostrava o procedimento.

O fisioterapeuta do clube, Rafael Martini, explica que o agulhamento seco não é um recurso novo. Mas esclarece que o camisa 11 foi o único a passar pelo tratamento por causa de uma joelhada recebida na partida contra o Comercial.

Além disso, Neymar passou por gelo e eletroanalgesia, quando o jogador recebe aplicações de correntes elétricas sobre o tecido nervoso.

Muricy Ramalho reclamou após o triunfo santista.


"Estão abusando do rodízio. Ele não se joga, é falta. Falo isso pensando na Copa de 2014. Ele é muito forte fisicamente, mas uma hora vai acontecer de não aguentar. Temos de proteger o jogador, pois ele é fundamental para a Copa. Se o Brasil quer ganhar, temos de ter o Neymar em campo", afirmou o técnico santista.

Outro que saiu em defesa do atacante foi o volante Arouca.

"Dá para ver que o Neymar apanha muito. É um jogador de qualidade, rápido, leve e de recursos. Concordo com o Muricy. Estão fazendo um rodízio, um jogador para marcar o Neymar não consegue. Leva o cartão, passa para outro. Acredito que o juiz logo que começa o rodízio tem que dar o cartão. Um jogador precisar fazer cinco faltas para levar um cartão fica difícil. Ele não comenta, não. Ele sofre bastante, sofre calado, mas tem 20 anos, quanto mais bate, mais vai para cima", declarou.

Mas pouco depois o volante se contradisse. Ao ser questionado sobre como marcaria o camisa 11, Arouca deixou claro que seguir o atacante é um problema para qualquer jogador.

"Difícil, muito difícil [marcá-lo]. Pois além de ser leve, com muitos recursos, sai para o lado direito, esquerdo, é rápido na movimentação. Da até para entender a maneira como tentam pará-lo. Não dá para ir só na bola", revelou.

Fonte: Site Folha de São Paulo


18 de jan de 2012

Aposte nas enzimas para eliminar a gordura

Confira os benefícios e desvantagens de optar por esse tipo de tratamento.




Hoje, só fica com gorduras a mais quem quer. Seja por meio de treinos específicos, cirurgia plástica ou tratamentos estéticos, é possível eliminar as medidas a mais com rapidez e resultados rápidos.
Um dos procedimentos que tem ganhado mais destaque nas clínicas de beleza utiliza enzimas. Esse tipo de proteína é encontrado no organismo e é fundamental para que as reações químicas do corpo, como a digestão, aconteçam normalmente. Assim, graças às suas propriedades, o composto ganhou versões sintéticas para tratar o problema da gordura localizada, de transtornos digestivos e para contornar o corpo.
As aplicações podem ser feitas por meio de injeção ou cremes com a substância, mas ainda existem ressalvas a respeito. A boa notícia é que, se utilizadas de acordo com as indicações dos órgãos de saúde, elas quebram as cadeias de gordura tornando-as micropartículas que podem ser eliminadas com facilidade através do suor, da urina e das fezes.
O tratamento pode ser feito em várias partes do corpo, como abdome, glúteo, coxas e braços. Confira os detalhes e escolha qual se adequa mais a você.

Vantagens e desvantagens

Assim como em outros procedimentos, é preciso analisar os prós e contras antes de investir nas aplicações de enzimas. Na lista positiva está o fato de ele ser rápido, praticamente indolor, minimamente invasivo, com garantia de resultados e poucas exigências para recuperação.
No entanto, nem sempre é possível prever qual será o comportamento do organismo em relação às injeções. Em resumo, o efeito que determinada combinação de proteínas trouxe para sua amiga pode não acontecer em você. Além disso, há o risco de hipersensibilizações e alergias.

Para perder medidas

É importante ressaltar que as enzimas funcionam como método para esculpir o corpo eliminando pneuzinhos indesejados, mas sem contribuir para um emagrecimento efetivo. Se o objetivo é esse, é preciso aliar o procedimento a uma dieta de reeducação alimentar.
Nas sessões, o médico injeta uma combinação de proteínas que quebra as células de gordura para que o organismo possa absorvê-las. Quando aliados a outros tratamentos estéticos, como ultrassom, a injeção de enzimas torna-se ainda mais eficaz.
Existem algumas combinações de substâncias que já se popularizaram no Brasil. Entre eles está o Thermoyalo, que mistura cafeína, silício e tiratricol para mandar as enzimas embora. Sua desvantagem está em não ser indicada no tratamento de pacientes alérgicos à carne de porco e frutos do mar.
Outro exemplo é a Lipoderme, que concentra lipossomas, enquanto o Lipoayslim é conhecido por utilizar extrato de manda africana, que tem a capacidade de eliminar a gordura localizada e ainda combater o excesso das células adiposas no sangue. Por isso, além de ser benéfica para a silhueta, ela também cuida da saúde, reduzindo o colesterol ruim (LDL) e melhorando os índices de glicose.
Fonte: Thinkstock
Apesar dos bons resultados comprovados, vale ressaltar que o procedimento não é sinônimo de milagre. Se for aplicado de maneira inadequada, ele pode causar irregularidades de contorno, alergia e infecções. Por isso, o uso estético desse tipo de proteína deve ser feito exclusivamente por médicos.

Combata a flacidez

Além das soluções para a flacidez, é possível eliminar o efeito gelatina com a ajuda das enzimas. O segredo está no uso do DMAE, trissilinol e vitamina C, componentes que estimulam o fortalecimento dos músculos e a produção de colágeno e elastina.
O resultado é a pele com aspecto tonalizado, elasticidade e firmeza após a quinta sessão.

Elimine os sinais da idade

As enzimas também podem contribuir para a eliminação de sinais suaves na pele, como pequenas marcas de expressão, cicatrizes e manchas. Utilizando compostos como a papaína (vinda do mamão) e a bromelina (típica do abacaxi), é possível desenvolver um peeling enzimático que se aplica inclusive a faces mais sensíveis.
A partir da redução da camada de queratina da região, o rosto se ilumina e absorve com mais facilidade os ativos presentes dos cremes de tratamento, otimizando os resultados.

Resolva problemas digestivos

A intolerância a lactose é um dos problemas digestivos que tem se tornado mais comum nos últimos anos. Esse e outros distúrbios do tipo também podem ser tratados com o auxílio das enzimas.
Isso porque esses problemas acontecem devido à deficiência na produção de proteínas que deveriam absorvê-las. Assim, a solução é fazer a reposição por meio de suplementos, em sua maioria, ainda produzidos no exterior.
Eles ajudam ainda a combater os efeitos de radicais livres, mas devem ser usados apenas por quem precisa, por representarem calorias extras à dieta.
As enzimas ainda podem ajudar no tratamento de doenças como diabetes, hipertensão e problemas cardíacos, desde que sempre seja acompanhado por um médico.
PROCURE SEMPRE UM PROFISSIONAL CAPACITADO PARA TIRAR TODAS AS SUAS DÚVIDAS E PARA REALIZAR ESSE TIPO DE TRATAMENTO.
Dr. Daniel D´Attilio

15 de dez de 2011

Os benefícios do Pilates

Enxugue a barriga, melhore a postura e ganhe flexibilidade com a ajuda do Pilates


Como surgiu o método

O alemão Joseph Pilates, criador do método que leva seu nome, sofria de asma quando criança e tinha o corpo debilitado. Sua história poderia ter sido como a de muita gente que passou por problemas semelhantes: a impossibilidade de fazer exercícios físicos transformada em uma infância dedicada aos livros seguida de carreira intelectual. Pilates não. Ele experimentou ginástica, mergulho, esqui e boxe e encontrou formas de superar suas limitações. 



Exilado durante a Primeira Guerra na Inglaterra, trabalhou como enfermeiro e começou a usar molas para ajudar os soldados mutilados a mexer o corpo. Mais uma vez Pilates estava empenhado em ir além dos limites, dessa vez dos alheios. Essa experiência foi a base que ele utilizou para desenvolver o que seriam os aparelhos usados hoje nas aulas de Pilates. 



É sobre eles (e, principalmente, com a ajuda deles) que são realizados os exercícios coreografados em ângulos exatos, ao mesmo tempo em que a respiração é controlada e o abdômen, contraído. Trata-se de um excelente método para ganhar uma barriga bem enxuta. Ele ainda torna flexíveis os músculos que sustentam a coluna, definindo melhor a postura. 



Os princípios do Pilates

O encontro da bailarina Carmen de Andrade - a contorcionista das fotos - com as aulas de Pilates aconteceu por causa de uma contusão no tornozelo, nove anos atrás. Foi procurando curar-se do problema que ela conheceu a mestra do método no Brasil, a professora Inelia Garcia. Carmen se apaixonou tanto pelos exercícios que se tornou professora do The Pilates Studio Brasil, onde se aplicam os princípios mais antigos do método. 




"O Pilates tradicional exige um professor por aluno", diz Inelia. "É diferente do que muitas academias oferecem com esse mesmo nome. Só é pilates se tiver a certificação do The Pilates Studio de Nova York." Então você já entendeu: Pilates de verdade precisa de aparelhos e um instrutor exclusivo para cada aluno. Por isso, nem tente imitar em casa as posturas que mostramos aqui. Elas estão aí para inspirar você - e convidá-la a ir em busca de ultrapassar seus limites.


The Tree

A postura the tree trabalha o alongamento de toda a cadeia posterior (leia-se dos pés à cabeça, na parte de trás do corpo).

Twist

twist é uma torção que exige controle e equilíbrio. Ela trabalha basicamente os músculos oblíquos, que são aqueles das laterais.

Side Sit Up

Ao contrário da ioga, em que as posturas são estáticas, no Pilates tudo é movimento, ainda que lento. A postura side sit up é executada em níveis. A da foto 1 é a mais avançada (perna mais alta). O swan 2, praticado no equipamento wunda chair, é um exercício de hiperextensão da coluna que trabalha a abertura peitoral. O push up 3 reforça a musculatura do braço, abdômen e da perna. É um alongamento com equilíbrio.

Swan

A postura swan no equipamento barrel trabalha a flexão do tronco e a hiper-extensão da coluna.

Dr. Daniel D´Attilio
Texto Retirado do Site Estúdio Solis

25 de nov de 2011

Células da Medula vão "reiniciar" organismo de Gianecchini


O transplante de células-tronco que o ator Reynaldo Gianecchini fará, em tratamento contra um câncer linfático, é uma forma de "reinicializar" a medula óssea e o organismo após um ciclo agressivo de quimioterapia.

A superdosagem quimioterápica é muito eficaz no combate ao câncer. Ela, porém, mata tanto células cancerosas quanto saudáveis.
"A medula não se recupera disso. O transplante serve como um truque para que essa químio possa ser feita", diz Carlos Chiattone, professor de hematologia e oncologia da Santa Casa de São Paulo.

As células-tronco fazem uma espécie de "backup" da medula óssea. Após a superquimioterapia, elas são injetadas na corrente sanguínea.

"É como se elas tivessem o endereço de casa. Essas células circulam na corrente sanguínea, mas param exatamente onde deveriam e se juntam à medula óssea", explica Yana Novis, coordenadora de onco-hematologia do Hospital Sírio-Libanês e uma das responsáveis por tratar Reynaldo Gianecchini.

Hoje, a maior parte dos transplantes é feita com células-tronco dos próprios pacientes, o chamado transplante autólogo. No jeito mais comum, o paciente toma uma medicação para fazer com que as células-tronco da medula passem para o sangue.

Em um procedimento similar à hemodiálise, o sangue passa por uma máquina que "filtra" essas células.

"As chances de rejeição são baixas, mas o sucesso varia bastante com o subtipo de câncer", diz Novis.


Dr. Daniel D´Attilio
Matéria Retirada do Jornal FOLHA.com

19 de nov de 2011

VAI CHOVER OPORTUNIDADES PARA FISIOTERAPEUTAS E TERAPEUTAS OCUPACIONAIS‏

Ela olha para a filha de Romário, com Síndrome de Down, e  a voz é dominada pela emoção: “ …  este é um momento em que vale a pena ser Presidente .” O choro da Presidenta Dilma emocionou a todos nós, presentes  na cerimônia de lançamento do Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O lema é “ Viver sem Limite ”.

O Brasil da exclusão social vai investir aproximadamente 10 bilhões de reais, para que os cerca de 40 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência possam receber um treinamento adequado, tornarem-se produtivas e vivam em um mundo sem limites.  Foi um dia de esperança para as pessoas com deficiência cegos viram, os surdos ouviram, os deficientes físicos caminharam e os deficientes mentais elaboraram raciocínios sofisticados. É uma janela de grandes oportunidades que se abre para os que chegaram nesse mundo com uma barreira biológica. Da presidenta do Brasil, aos presidentes das APAES, todos selaram o compromisso de derrubar as barreiras físicas, biológicas, sociais e econômicas que impedem o pleno desenvolvimento dessa parcela significativa da população. Esse sentimento foi expresso pela presidenta da república na frase “ uma sociedade inclusiva, onde absolutamente todos os brasileiros e brasileiras caibam nesse todo.. ”.


O Programa envolve e integra quinze órgãos federais e a sociedade civil com suas instituições que atuam na área (veja a relação no discurso da presidenta). O programa é ambicioso. Transporte e escolas adaptadas para garantir o acesso ao ensino a todas as pessoas com deficiência. Vários incentivos fiscais para o desenvolvimento de tecnologia assistida e crédito subsidiado para a aquisição dessas mesmas. Casas, estádios e mobilidade urbana adaptadas às necessidades das pessoas com deficiência. Financiamento para o desenvolvimento de pesquisas e treinamento de pessoal para cuidar desses brasileiros.
Na saúde, o cuidado começa no neonatal e engloba até o desenvolvimento de próteses e órteses adaptadas e ajustadas às necessidades das pessoas com deficiência. Muitas são as ações que serão desenvolvidas para minimizar o efeito das barreiras biológicas. Para tanto, será necessário um grande esforço para treinar os profissionais da saúde a desempenhar com sucesso essa missão.


Parte das verbas serão aplicadas em inúmeras entidades da sociedade civil para ampliar os serviços que já vêm prestando, outras serão criadas. Essas entidades terão que contratar milhares de Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais.
Vai chover oportunidades para os Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais. Porém, lembre-se que é preciso dar uma oportunidade à boa sorte que apareceu para todos.


A minha sugestão para o profissional é que não espere que ofereçam a você emprego com carteira assinada. Procure se especializar na prestação de serviços às pessoas portadoras de uma deficiência específica. Não se contente em ser mais um, mas seja o melhor na área que escolher. Acompanhe nos sites dos Ministérios envolvidos na execução do Programa as linhas de financiamentos. Elabore um projeto para ajudar a minimizar os efeitos das barreiras biológicas e ajudar as pessoas com deficiência a recuperarem a funcionalidade. Corra atrás dos recursos financeiros para implementar seu projeto.  Assim, você estará se tornando um empreendedor e, além de ajudar as pessoas com deficiência, você passará a gerar empregos para você e para seus pares.


O CREFITOSP enviou  carta à Presidente Dilma (Of.Gapre 402/2011, de 25/10/2011), sugerindo um programa de atendimento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, para a pessoa com deficiência, na família, na escola e no trabalho. O pedido está em análise pela Presidência. Vamos fazer a diferença na vida das pessoas com deficiência.
NOTA:  Estava lá representando os mais de 50 mil Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais do Estado de São Paulo e o presidente do COFFITO, Dr. Roberto Cepeda. Também esteve presente no evento a conselheira do CREFITOSP, a Dra. Maria Cândida Miranda Luzo, que trabalha no I nstituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Fundação de Ortopedia da USP e é uma das entidades parceiras do Programa que cuidará do treinamento e confecção na área de prótese e órtese.

Veja na íntegra o discurso da presidente em PLANALTO.gov

Dr. Gil Lúcio Almeida
FT, MC, PhD, Pós-doc é cientista, escritor e presidente do Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Estado de São Paulo (CREFITOSP).

16 de nov de 2011

Aula mistura Pilates e exercícios de Ballet Clássico

Não é de hoje que o Pilates virou moda nas academias e o exercício queridinho das famosas. Ele integra o time Body Mind, que engloba várias modalidades de aulas para corpo e mente. E estão sempre surgindo novidades de exercícios nessa categoria. O Virgula Lifestyle foi atrás de alguns e encontrou o Bio Classic, que acaba de sair do forno!

Formatado pela professora Alessandra Dianin (responsável técnica da aula em toda a rede de academais Bio Ritmo), ele une o Pilates com a dinâmica do Ballet Clássico. “O principal objetivo é trabalhar mais abdômen e perna. Ele também inclui definição muscular (não ganho muscular), enrijecimento, ajuda a deixar o bumbum durinho, por exemplo”, explica Alessandra.

O grande diferencial do Bio Classic está na última etapa da aula, a Diagonal, que foca na parte cardiovascular. “A ideia nessa parte é acelerar mesmo, queimar mais calorias”, destaca a professora. Além disso, o equilíbrio, a postura e a flexibilidade são bem trabalhados.

A aula de Bio Classic é dividida em quatro etapas:
1ª - Aquecimento (de 10 a 15 minutos). Obs: se a turma é mais avançada, dá para diminuir o aquecimento e pegar mais pesado na 2ª etapa da aula.
2ª – Com uso do bastão, é a parte principal da aula, aqui estão os exercícios mais específicos de balé. Trabalha de coxa, glúteo e o equilíbrio. (em torno de 20 minutos)
3ª – Parte de Pilates (de 10  a 15 minutos)
4ª – Diagonal, é a parte final, mais cardiovascular e também a mais dançante da aula (15 minutos)

Quem pode fazer?
O Bio Classic é aberto para todas as idades e para homens e mulheres. No entanto, o público feminino geralmente domina. É possível variar a intensidade da aula dependendo da turma. Restrição, apenas se for médica, relacionada a problemas no joelho, por exemplo.

Quais são os materiais usados? É possível fazer em casa?
A aula pode ser facilmente adaptada em casa. Na academia usa-se bastão, overball, e colchonete. O bastão como é usado apenas para apoio e equilíbrio, pode ser substituído por uma cadeira. Além disso, a aula embora seja feita em grupo, trabalha com exercícios individuais.

E no som?
Enganou-se quem imaginou uma típica ópera de ballet. O Bio Classic acontece ao som de músicas atuais, os típicos CDs de academia mesmo.

Na galeria acima, colocamos de dois a três exercícios de cada parte da aula, para você ter uma ideia de como funciona!

Veja fotos da Aula CLICK AQUI

Dr. Daniel D'Attilio
Texto retirado do site Virgula UOL

 
As informações deste blog tem objetivo de informar e propagar o conhecimento. Não estão aqui em caráter de consulta, tampouco substituem a consulta médica ou fisioterapêutica. Os profissionais de saúde são os únicos indicados para avaliar e traçar a conduta necessária caso a caso. Se estiver com algum problema, procure um profissional de saúde.