3 de dez de 2010

Pilates no Esporte


O desempenho atlético depende não somente do treinamento esportivo, mas também da prevenção de lesões que possam prejudicar o treinamento do atleta e promover seu afastamento de competições.
Um dos fatores de risco para lesões no esporte estão relacionadas aos desequilíbrios musculares que podem estar presente no atleta devido à  diferença de força e flexibilidade entre grupos musculares que atuam sobre uma mesma articulação. O tratamento dos desequilíbrios musculares consiste em promover o reequilíbrio das cadeias musculares, alongando-se a musculatura que está encurtada e fortalecendo a que está fraca. Um dos recursos utilizado com a proposta de promover o reequilíbrio muscular é o método Pilates.
A reabilitação e prevenção de lesões através do método Pilates visam à modificação no padrão de movimentos através do treinamento de toda cadeia cinética, em todos os planos motores, em vez de isolar um músculo. O treinamento de estabilização dinâmica do POWER HOUSE, constitui a base do método, desenvolvendo os músculos necessários para a estabilização da pelve e da coluna vertebral.
O POWER HOUSE também conhecido como o “centro de força”, é constituído pelo grupo de músculos do tronco que ficam ao redor da coluna e abdome. A estabilização do POWER HOUSE é essencial para a distribuição da carga entre a coluna, pelve e cadeia cinética e importante para os movimentos funcionais dos membros nas atividades esportivas. As técnicas de fortalecimento do POWER HOUSE são utilizadas na prática esportiva com o objetivo de aumentar o desempenho e prevenir lesões.
O treinamento através do método Pilates pretende melhorar a flexibilidade geral do corpo e busca a saúde através do fortalecimento do POWER HOUSE, melhora da postura e coordenação da respiração com os movimentos realizados. Visando o movimento consciente sem fadiga e dor, o método baseia-se em seis princípios: a concentração, a respiração, a centralização, o controle, a precisão e o fluxo de movimento
Para se obter um bom resultado através do treinamento com o método Pilates é necessário realizar inicialmente uma avaliação com profissionais especializados, composta por análise postural completa, testes de flexibilidade, testes de força muscular e de desequilíbrio muscular. A partir daí, é possível identificar os grupos musculares comprometidos, assim com suas causas e possíveis conseqüências.
Após a avaliação do atleta, é possível selecionar os exercícios adequados para promover o fortalecimento dos músculos com déficit de força muscular e o alongamento da musculatura que se encontra encurtada, prevenindo desta forma desequilíbrios que poderiam causar lesões e reduzir seu desempenho.
Composto por exercícios que podem ser realizados no solo (Matt), bola e aparelhos especialmente desenvolvidos para o método, é possível, através da simulação de gestos esportivos, tais como a pedalada, braçada, chute, entre outros, realizar o treinamento funcional do POWER HOUSE, essencial para o desempenho atlético.

1 comentários:

Rommel Correia - " Movimento é vida" disse...

Artigo muito bem escrito e muito infotmativo!! Parabens !!

Postar um comentário

 
As informações deste blog tem objetivo de informar e propagar o conhecimento. Não estão aqui em caráter de consulta, tampouco substituem a consulta médica ou fisioterapêutica. Os profissionais de saúde são os únicos indicados para avaliar e traçar a conduta necessária caso a caso. Se estiver com algum problema, procure um profissional de saúde.